quinta-feira, 24 de setembro de 2009

Olhos dormentes


Eu quero fugir...

Eu quero explodir...

Encher de martírio o meu peito...

Quero desaparecer...



Quero me libertar

Quero sumir daqui...

Quero ser ovo

Que nunca sairá da casca...



Quero dormir...

Por um período longo...

E acordar de repente...

E ver tudo isso mudado...



Quero minha Vida de volta...

2 comentários:

Stephy disse...

As vezes eu quero é enterrar a minha cabeça em um buraco. Okay isso não foi nada poético! Mas amei a sua poesia ;)

mas enfim... passei aqui pra te convidar para ir ler a nova historia que eu postei no chá com gelo! E como você já passou por la e me incentivou com seu comentário, estou aqui te convidando para, se quiser, se puder, passar no meu blog ^^

é isso! parabéns pelos seus textos, pois eles são sempre perfeitos!

Minissaias disse...

Olá!! Obrigada pela visita no Minissaias!!
Adorei os seus textos e poesias!
Aceita parceria de links?
bjs
Talita