quarta-feira, 12 de março de 2008

Vida Nova


Os tempos mudaram, sensações novas, e estou aqui depois de uma eternidade sem postar pra deixar um singelo poema que foi um dos mais lindos que já fiz desde que cheguei em Araraquara... espero que gostem.



Eu não vejo a hora

Eu não vejo a hora
Em que estarei escrevendo o meu romance
Em que todos os meus sonhos
Tornem-se realidade.


Eu não vejo a hora
De sorrir ao longe para o amor,
Para aquela pessoa que não me deixa dormir,
Pois é a minha insônia.


Eu não vejo a hora
De tomar aquele banho de chuva
Nua, junto de você
Numa noite como essa, apta pro amor.


Eu não vejo a hora
De rir de tudo que me atormenta,
De escrever versos até cansar
Ouvindo músicas como essa que toca.


Eu não vejo a hora
De começar tudo de novo,
De conhecer o sofrimento e o amor
De chorar com mais emoção.



Eu não vejo a hora
De me tornar a Mulher que sempre sonhei ser
Sem medo, sem receio
De revelar meus sentimentos...



2 comentários:

Anônimo disse...

É isso aí, BIa!
E o momento chegou:a hora é essa!
Beijo,
WAnilda.

Multifuncional disse...

Hello. This post is likeable, and your blog is very interesting, congratulations :-). I will add in my blogroll =). If possible gives a last there on my blog, it is about the Impressora e Multifuncional, I hope you enjoy. The address is http://impressora-multifuncional.blogspot.com. A hug.